Em Vermont vai ser proibido enviar restos de comida para o aterro

Em Vermont vai ser proibido enviar restos de comida para o aterro

27 de Janeiro, 2020 0

A partir do dia 1 de julho, os habitantes do estado norte-americano de Vermont terão obrigatoriamente de separar os restos de comida do outro lixo.

Os cidadãos poderão optar por fazer compostagem doméstica, reutilizar os biorresíduos na alimentação dos animais domésticos, levá-los diretamente para o centro de receção mais próximo ou utilizar um serviço de recolha.

Segundo um estudo recente da Universidade de Vermont, 55% dos habitantes do estado apoiam esta proibição e 72% já fazem compostagem caseira ou dão os resíduos alimentares aos animais domésticos. Por outro lado, o trabalho também revelou que as pessoas não estão dispostas a pagar por um serviço de recolha destes resíduos.

A Lei de Reciclagem Universal foi aprovada em Vermont em 2012, tendo vindo a ser implementada em fases. Em 2015, todos os materiais recicláveis (plásticos, papel, metal, etc.) passaram a ter de ser separados do lixo comum. A partir de 2016, o mesmo passou a ser verdade para todos os resíduos verdes (restos de jardinagem) e madeiras limpas.

Em 2017, foi a vez de os restaurantes, supermercados e outras empresas que produzam mais de 16 toneladas de resíduos orgânicos alimentares por ano passarem a ter de desviar estes resíduos dos aterros. A última fase, que também diz respeito aos restos de comida e que abrangerá todos os residentes do estado, entrará em vigor no verão.
Foto: Purdue Agricultural Communication photo/Tom Campbell

Comentários
Deixe uma resposta

Your email address will not be published.