São inúmeras as razões por que devemos apreciar e proteger as nossas florestas. Reunimos 15 delas para si. Conhece-as todas?



As florestas são essenciais para a vida na Terra. Cobrem cerca de 30% da superfície terrestre do planeta e abrigam uma grande variedade de espécies, sendo também a casa de milhões de pessoas. No entanto, e apesar da sua importância, perdemos milhões de hectares de floresta todos os anos.

Embora os benefícios destes ecossistemas sejam muito mais numerosos do que os que aqui reunimos, segue-se uma lista com alguns dos motivos – por vezes inesperados – por que devemos admirar e proteger as nossas florestas.

1. Ajudam-nos a respirar.

As florestas produzem o oxigénio de que precisamos para viver e absorvem o dióxido de carbono que emitimos. Embora o fitoplâncton seja mais prolífico, produzindo mais de metade do oxigénio da Terra, uma árvore adulta de grande porte pode satisfazer a necessidade diária de oxigénio de até quatro pessoas, segundo estimativas da Universidade do Estado da Carolina do Norte.

2. Há mais do que árvores nas florestas.

As florestas são a casa de 80% da biodiversidade terrestre do mundo, abrigando muitas espécies ameaçadas. Estes ecossistemas são redes complexas de organismos e estão cheios de vida: as minhocas enriquecem o solo em nutrientes, as abelhas e as aves espalham pólen e sementes e as espécies-chave, como os lobos e os grandes felinos, ajudam a definir todo o ecossistema, controlando a distribuição e as populações das presas.
No mundo, aproximadamente 300 milhões de pessoas vivem em florestas e 1,6 mil milhões dependem delas para a sua subsistência.



3. Dão-nos medicamentos.

As florestas dão-nos uma grande variedade de remédios naturais e inspiram o desenvolvimento de medicamentos sintéticos. Por exemplo, a teofilina é um alcaloide que existe nas folhas do chá e que é usado como medicamento antiasmático. O ácido acetilsalicílico, o princípio ativo da aspirina, foi sintetizado a partir do ácido salicílico, um analgésico inicialmente extraído da casca de salgueiro.

4. Alimentam-nos.

As árvores dão-nos frutas, flores, frutos secos, sementes e seiva, para além de permitirem que uma miríade de plantas, fungos e animais prosperem junto a si, no solo.

5. Limpam o ar.

Se nas cidades as árvores urbanas ajudam a remover as partículas poluentes do ar, as florestas limpam a poluição atmosférica a uma escala ainda maior, melhorando, no processo, a qualidade do ar e a saúde humana. As árvores capturam uma grande variedade de poluentes atmosféricos, como o dióxido de carbono, o monóxido de carbono, o dióxido de azoto, o dióxido de enxofre e as partículas.

6. Mantêm-nos frescos.

Com as suas copas densas, as árvores criam oásis de sombra junto ao solo. O arvoredo também ajuda os edifícios a permanecerem frescos, reduzindo a necessidade de se usar ar condicionado, e as florestas urbanas ajudam a combater o efeito de ilha de calor urbano.



7. Previnem as inundações.

As árvores retêm e intercetam as águas pluviais, evitando o escoamento superficial das mesmas. A Inglaterra anunciou este ano que vai plantar 50 milhões de árvores para criar uma nova floresta que deverá prevenir a inundação de 190 mil casas.

8. Ajudam-nos a relaxar.

São cada vez mais os estudos que mostram uma ligação entre o contacto com a natureza, a saúde e o bem-estar. A prática de tomar “banhos de floresta” foi objeto de vários estudos científicos, no Japão, que lhe atribuíram um conjunto surpreendente de benefícios para a saúde física e mental. Para além de baixarem o ritmo cardíaco, a pressão arterial e reduzirem a produção de hormonas de stress, também reforçam o sistema imunitário e aumentam a sensação geral de bem-estar.

9. Limpam o solo.

Para além de manterem o solo no seu lugar, as florestas também podem absorver os poluentes presentes no ambiente, um processo conhecido como fitorremediação. As árvores podem acumular os poluentes ou degradá-los, diminuindo assim a sua toxicidade. A cidade de Paris planeia criar uma floresta suburbana numa planície contaminada com metais pesados, para que as árvores ajudem a limpar o solo.



10. Abafam a poluição sonora.

As árvores são barreiras acústicas naturais. Na floresta, graças, em grande parte, ao restolhar das folhas e a outros sons naturais, como o canto das aves, o ruído é abafado. Algumas árvores estrategicamente posicionadas podem reduzir o ruído antropogénico.

11. Ajudam a recarregar os aquíferos.

As florestas atuam como esponjas imensas, ajudando a recarregar os aquíferos. As raízes vertem a água não absorvida para os lençóis freáticos no fundo. Dos lençóis freáticos a água passa para os aquíferos.

12. Protegem da erosão.

A rede de raízes de uma floresta estabiliza o solo, protegendo-o da erosão por ação do vento ou das águas pluviais. As folhas e ramos das árvores também criam uma proteção flexível que reduz a força do vento e da chuva na área circundante.



13. Ajudam-nos a criar.

Há milénios que usamos a madeira e a resina para fazer um pouco de tudo, desde papel e mobílias, passando por casas e até navios. No entanto, muitas vezes sobre-exploramos estes recursos naturais levando à desflorestação. Atualmente, graças ao crescimento da silvicultura responsável, é mais fácil encontrar produtos derivados das árvores de origem certificada.

14. Criam empregos.

Cerca de 1,6 mil milhões de pessoas – ou mais de 20% da população mundial – dependem, em certa medida, das florestas para a sua subsistência e 10 milhões trabalham diretamente na gestão ou conservação das florestas. O sector formal da madeira contribui com 600 mil milhões de dólares – ou cerca de 1% do produto interno bruto mundial – para a economia global.

15. Embelezam o planeta.

A beleza natural poderá ser o benefício mais óbvio e menos tangível que uma floresta tem para oferecer. Com a sua diversidade, verdura, tranquilidade e vida, as árvores e as florestas são uma fonte inesgotável de inspiração e de conforto.

Olhe em volta. Conseguia imaginar a sua vida sem elas?


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.