Após 100 anos, lobo selvagem avistado pela primeira vez no norte da Bélgica

Após 100 anos, lobo selvagem avistado pela primeira vez no norte da Bélgica

16 de Janeiro, 2018 0

lobo

Pela primeira vez em mais de 100 anos, foi descoberto um lobo selvagem na região da Flandres, no norte da Bélgica. Após séculos de perseguição, há alcateias a voltarem a estabelecer-se em diversos países europeus e têm sido observados lobos na Dinamarca, Holanda e no Luxemburgo.

“O nosso país era o único da Europa continental que não tinha sido visitado por um lobo”, desde que estes animais começaram o recolonizar o continente, declarou o grupo ambiental Landschap.

Desde a Convenção de Berna de 1979, o lobo passou de inimigo público a espécie protegida como “um elemento fundamental do nosso património natural europeu”, conta a agência de notícias francesa AFP.

O lobo detetado na Flandres possuía uma coleira localizadora, o que permitiu a sua identificação como um animal proveniente da Alemanha. O mesmo lobo tinha sido avistado, por volta do Natal, nos Países Baixos.

“Nos últimos dias, o lobo permaneceu perto da cidade flamenga de Beringen e da base militar de Leopoldsburg. O animal percorreu 500 km em dez dias”, disse o Landschap.

A presença do lobo em território belga foi saudada como uma excelente notícia pelos grupos conservacionistas, que pedem ao governo para adotar uma estratégia que encoraje o regresso da espécie ao país, incluindo indemnizações para os agricultores cujo gado possa ser atacado.

Em 2011, já tinham sido captadas imagens do que parecia ser um lobo, à noite, no sul do país, mas o avistamento não chegou a ser confirmado.

Segundo Farid Benhammou, especialista em predadores, em países como a Roménia e a Polónia, onde sempre viveram lobos, as pessoas encaram os ataques às ovelhas “como um acidente, como um rebanho que caiu numa ravina”. No entanto, nas zonas recentemente colonizadas pela espécie – como em França e em algumas regiões de Itália e Espanha – existem grandes tensões, especialmente com os agricultores.

Comentários
Deixe uma resposta

Your email address will not be published.