A Eslováquia vai introduzir uma alteração legislativa que inclui a restrição dos espetáculos com animais selvagens.

Tigre branco

A Eslováquia vai introduzir uma alteração legislativa para prevenir a tortura dos animais, que inclui a restrição dos espetáculos com animais selvagens. O projeto do documento será apresentado pelo Ministério da Agricultura para revisão, durante este Verão, e espera-se que entre em vigor em janeiro de 2018.

A informação relativamente às espécies de animais selvagens que serão protegidas por esta medida será divulgada no Outono, de acordo com o ministério.

“Espécies de animais selvagens que realizem publicamente truques aprendidos com os seres humanos e que demonstrem um comportamento atípico, que não seja verificado na natureza, serão protegidas”, disse Vladimír Machalík, diretor do gabinete de imprensa do Ministério da Agricultura, ao jornal eslovaco The Slovak Spectator. Alguns animais abrangidos serão, por exemplo, os leões e os tigres.

“Os animais selvagens são os que mais sofrem porque as suas condições naturais são difíceis de simular”, disse a organização Sloboda Zvierat (Liberdade dos Animais).

Os animais do circo vivem em jaulas ou acorrentados durante a maior parte da sua vida, não se podendo mover livremente e passando dias ou até semanas em digressão. Durante o treino, são forçados a realizar truques que não se coadunam com as suas capacidades e temperamento naturais, muitas vezes com recurso a técnicas de treino violentas. Os grandes felinos e os elefantes, por exemplo, são regularmente “disciplinados” com chicotes e ganchos.


Vídeo: Como os tigres são treinados em alguns circos

Embora não existam circos eslovacos com animais, a nova medida afetará os diversos circos estrangeiros que visitam todos os anos o país. Depois de a alteração à lei se tornar válida, ser-lhes-á permitido que os seus animais entrem na Eslováquia, mas os animais protegidos não poderão participar nos espetáculos.

Em caso de suspeita, os inspetores veterinários passam a poder entrar nas instalações sem ser necessário que sejam acompanhados por agentes da polícia.

Com a nova medida, a Eslováquia junta-se a uma lista crescente de cidades, estados e países que estão a adotar proibições totais ou parciais do uso de animais em circos e espetáculos itinerantes, como Nova Iorque, Madrid, Dublin e a Roménia.

Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.