Experimente deixar ramos e folhas secas num canto do seu jardim para servirem de abrigo aos insetos polinizadores.

Jardim

Com a chegada do outono, talvez esteja a pensar em pôr ordem no jardim, removendo as flores murchas, limpando as folhas secas e lavrando a sua horta. Mas antes de deixar tudo no seu lugar, lembre-se de que um pouco de “confusão” no seu quintal poderá ajudar as populações de insetos polinizadores em declínio, como as abelhas e as borboletas.

“A moda de mantermos os nossos jardins meticulosamente limpos e arrumados deixa a nossa fauna selvagem sem lugares para se esconder”, defendeu Becky Thomas, cientista da Universidade de Londres, Royal Holloway.

“[Felizmente,] as pessoas estão a reconhecer cada vez mais a importância de se ter um bom habitat ao longo das estações”, afirmou Deborah Landau, ecóloga da organização Nature Conservancy. “Às vezes, não nos apercebemos da relação entre os insetos que vemos no jardim durante os meses quentes e as folhas e plantas secas que restam quando arrefece, mas é importante manter essa estrutura ao longo do inverno.”

Exemplos desta estrutura são os caules de plantas murchas, especialmente sob flores, onde as borboletas se abrigam, e a manta morta que se acumula e protege larvas, ovos, abelhas selvagens a hibernar e muitos outros insetos benéficos.

Borboleta

Também não se esqueça de não remexer o solo descoberto, onde muitas espécies de abelhas selvagens, incluindo os abelhões, passam o inverno em pequenos ninhos.

“O que eu digo às pessoas que se preocupam com a aparência das coisas é para limparem o quintal da frente e deixarem o resto ir para as traseiras”, explicou Deborah Landau. “Removam do jardim quaisquer camadas de material que possam ter fungos. Mas se algo está simplesmente morto ou murcho, deixem-no estar onde está.”

Mantenham pelo menos um pequeno canto do jardim intacto”, disse a ecóloga. “Qualquer bocadinho ajudará.”

As pilhas de ramos são um ótimo abrigo de inverno para uma variedade de animais, incluindo aves, anfíbios, pequenos mamíferos e insetos. Quanto mais intocadas as deixar, melhor, para não desenterrar ou esmagar acidentalmente os insetos e as suas larvas.

Tenha em atenção que, dependendo de onde vive, as pilhas também poderão atrair os predadores destes animais.

Pilha
Foto: Dean Fosdick/AP

Também poderá plantar uma cultura de cobertura e adicionar novas plantas perenes (incluindo bolbos, árvores e arbustos) numa altura em que a humidade do outono possa ajudar a estabelecer o seu sistema de raízes. Não se esqueça de remover as plantas doentes para ajudar no controlo de doenças durante a próxima estação de plantio.

Experimente ainda adiar o lavramento e deixar a natureza (minhocas) trabalhar ao longo do inverno. Da mesma forma, adie a remoção das plantas anuais até à primavera. Elas reterão as folhas sopradas pelo vento, criando a sua própria cobertura morta e protegendo os insetos.

Todos podemos fazer mais para ajudar [as abelhas] – como cultivar plantas de que elas gostem, evitar pesticidas e tornar os jardins e outros espaços em habitats que as respeitem”, disse Paul de Zylva, da organização Friends of the Earth.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.