A ONG Saving the Survivors trata dos rinocerontes que são vítimas de ataques por parte de caçadores furtivos.

Rinoceronte Hope

A ONG sul-africana Saving the Survivors reabilita os rinocerontes que sobrevivem ao ataque e mutilação sofridos às mãos dos caçadores furtivos.

Só nos últimos nove anos, foram mortos mais de 6000 destes animais na África do Sul, um país que perde, em média, três rinocerontes por dia.

Por trás da caça furtiva está o comércio extremamente lucrativo e ilegal de chifre de rinoceronte, um produto usado na medicina tradicional chinesa como afrodisíaco e para tratar o cancro e outras doenças, apesar de não possuir quaisquer propriedades curativas.


Hope ("esperança"), uma das sobreviventes | Foto: Saving the Survivors

O chifre é principalmente composto por queratina – o mesmo componente das unhas e do cabelo humano – e cresce de novo. Infelizmente, a África do Sul revogou, recentemente, a proibição do comércio doméstico de chifre de rinoceronte.

Pensando nos poucos animais que conseguem sobreviver quando lhes é retirado violentamente o chifre, Johan Marais, veterinário, criou, em 2012, a organização não-governamental Saving the Survivors. Juntamente com a restante equipa, o veterinário opera e trata das feridas dos grandes mamíferos. Os animais são transportados para zonas mais seguras, onde são tratados, antes de recuperarem a sua liberdade.

Desde a sua criação, a Saving the Survivors já salvou 203 rinocerontes.




Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.