Todos os anos, os rios levam entre 1,15 e 2,41 milhões de toneladas de plástico para o mar, diz um novo estudo.

Resíduos plásticos flutuam num canal em Paris

Todos os anos, os rios transportam entre 1,15 e 2,41 milhões de toneladas de plástico até ao mar. Estas são as estimativas de um novo estudo da fundação The Ocean Cleanup, que revelou que 86% deste plástico provém dos rios de um único continente – a Ásia.

Os restantes 14% estão distribuídos pelos outros continentes: 7,8% dos resíduos provêm dos rios de África, 4,8% da América do Sul, 0,95% da América Central e do Norte, 0,28% da Europa e 0,02% da região da Austrália-Pacífico.

Os 20 rios mais poluidores do mundo são responsáveis por dois terços desta poluição. No topo da lista está o terceiro maior rio do mundo, o rio Yangtze, na China, que despeja cerca de 330 000 toneladas de plástico no mar da China Oriental, todos os anos.

Seguem-se o rio Ganges, na Índia, que liberta 120 000 toneladas de plástico por ano, os rios chineses Xi, Dong e Zhujiang (106 000 toneladas por ano, em conjunto) e os rios indonésios Brantas, Solo, Serayu e Progo (101 000 toneladas por ano).


Estas descobertas “enfatizam a necessidade de se concentrarem os esforços de monitorização e mitigação nos países asiáticos com um rápido desenvolvimento económico e uma pobre gestão de resíduos, escreveram os autores do estudo, que foi publicado na revista científica Nature Communications.

Os investigadores avisam, contudo, que “existem muito poucos dados para documentar estas suposições e verificar exaustivamente a validade do nosso modelo”.

“No entanto, as concentrações relativamente elevadas de plástico encontradas na superfície do Oceano Pacífico Norte, onde os plásticos flutuantes originários da Ásia se podem acumular, sugere que as nossas suposições são plausíveis”, disseram.

Todos os anos, mais de 8 milhões de toneladas de plástico vão parar aos oceanos, o que causa danos aos ecossistemas marinhos no valor de pelo menos 7,1 mil milhões de euros e mata cerca de um milhão de aves marinhas, 100 mil mamíferos marinhos e um número incalculável de peixes.

Foto: John Perivolaris

Subscrever a Newsletter

Partilha:

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.