Neuralink de Elon Musk acusada da morte de 16 macacos

Neuralink de Elon Musk acusada da morte de 16 macacos

21 de Fevereiro, 2022 0

A empresa Neuralink de Elon Musk foi acusada pelo Comité de Médicos para uma Medicina Responsável (Physicians Committee for Responsible Medicine – PCRM) de expor macacos utilizados nos seus testes a sofrimento extremo, além de provocar a morte da maioria dos animais.

A Neuralink está a trabalhar para desenvolver um chip cerebral que, quando incorporado em mamíferos, pode potencializar a atividade cerebral, que pode segundo a empresa, ajudar nas funções motoras de pessoas com paralisia, ser usado para se jogar videojogos e computadores, entre outras atividades. Em 2021, a Neuralink apresentou um vídeo de um macaco a jogar pong com a mente, através do chip.

O comité apresentou uma queixa ao Department of Agriculture dos Estados Unidos (USDA), alegando que os macacos utilizados nos testes da empresa eram sujeitos a sofrimento extremo. Aos macacos era removida parte do cérebro e feito um implante.

Segundo o PCRM, os testes levados a cabo pela Neuralink consistiam em “implantes na cabeça altamente invasivos”, que provocavam “sofrimento extremo”, havendo ainda negligência relativamente aos cuidados adequados a serem prestados a estes macacos.

O comité referiu possuir uma investigação de 700 páginas que comprovam todas as alegações que sustentam a queixa. Afirmou também que dos 23 macacos envolvidos nos testes, apenas setes estavam ainda vivos, aquando do término da parceria entre Neuralink e a UC Davis, a universidade que estava a cooperar com a empresa.

A Neuralink emitiu depois um comunicado, no qual nega as acusações. No comunicado explica que se juntou à UC Davis e que acedeu ao California National Primate Research Center (CNPRC) que lhes cedeu cadáveres de macacos, para a realização dos testes. Mais tarde, o Centro autorizou a utilização de macacos de outros projetos de investigação, que tiveram de ser eutanasiados devido às condições que desenvolveram depois da pesquisa.

Comentários
Siga-nos no Facebook, Instagram e Telegram!

Subscreva a nossa newsletter

[Newsletter Diária]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.