É hora de se acabar com o sangrento comércio de barbatana de tubarão

É hora de se acabar com o sangrento comércio de barbatana de tubarão

12 de Janeiro, 2022 0

Até ao dia 31 de janeiro, pode assinar a petição “Stop Finning – Stop the trade” (“Fim da remoção e do comércio de barbatanas de tubarão”), uma iniciativa europeia que pretende acabar com o comércio da barbatana de tubarão.

Esta prática, chamada de finning, consiste na remoção das barbatanas dos tubarões e na devolução da parte restante do corpo ao mar, onde o animal acaba por se afundar, sangrando até à morte ou sufocando, uma vez que, na grande maioria das espécies, os tubarões necessitam de nadar para poderem respirar.

A União Europeia (UE) é um dos maiores exportadores de barbatanas e uma importante plataforma de trânsito para o comércio mundial de barbatanas, apesar de ser uma prática ilegal.

O regulamento atualmente em vigor exige que as barbatanas permaneçam no corpo dos tubarões até à descarga no porto de pesca, mas as barbatanas podem depois ser separadas e comercializadas. A lei em vigor ainda permite que as barbatanas sejam vendidas, compradas e transportadas na UE pelos pescadores da UE para alimentar a grande procura do mercado asiático, sobretudo na China, onde são consideradas uma especialidade gastronómica.

Segundo estimativas da Sea Shepherd, anualmente são capturados entre 63 e 273 milhões de tubarões, a grande maioria apenas para lhes serem retiradas as barbatanas.

Portugal já atingiu o número de assinaturas mínimas necessárias para o país, cerca de 20 159, no entanto são precisos 7 Estados-membros atingirem esse número mínimo para que a iniciativa seja válida. Para além disso, no total, são necessários 1 milhão de assinaturas até 31 de Janeiro de 2022.

Pode assinar a petição aqui. Não se esqueça de divulgar a petição.

Comentários
Siga-nos no Facebook, Instagram e Telegram!

Subscreva a nossa newsletter

[Newsletter Diária]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.