Este programa, baseado no princípio do poluidor-pagador, traduz-se na variação de tarifas conforme a quantidade de lixo que cada agregado produz.

Reciclagem

O projeto “Recicle Mais, Pague Menos” começou esta semana e está a decorrer em modo experimental para 10.000 pessoas (3.500 casas), distribuídas pelas freguesias de Vila Nova da Telha, Cidade da Maia e Moreira.

Este programa, baseado no princípio do poluidor-pagador, traduz-se na variação de tarifas conforme a quantidade de lixo indiferenciado que cada agregado produzir. Até ao final do ano, a poupança que advenha deste período experimental será doada a uma instituição de solidariedade. A partir de 2022, as famílias passarão a ver o ganho refletir-se efetivamente na sua fatura de resíduos sólidos, que atualmente está indexada ao consumo de água. Por essa altura, o projeto irá já abranger metade do concelho e, em 2023, a totalidade do território da Maia estará a pagar menos, reciclando mais.

O Presidente da Câmara Municipal reconhece no programa “Recicle Mais, Pague Menos” um “marco histórico multidimensional”, um “sistema socialmente mais justo” através do qual será dado mais um passo rumo à sustentabilidade integral do território.



Subscrever a Newsletter

Seguinte
Este é o artigo mais recente.
Anterior
Mensagem antiga

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.