O Governo sul-africano não quer caçadores a perseguir "animais retirados de uma jaula".

Leão

A África do Sul anunciou, no dia 2 de maio, que planeia proibir a criação de leões em cativeiro, para caça ou para que os filhotes de leões sejam acariciados por turistas.

A ministra do Meio Ambiente da África do Sul, Barbara Creecy, explicou que a comissão encarregada pelo governo de examinar as regras que regulamentam a caça, o comércio e o cativeiro de leões, elefantes, rinocerontes e leopardos considerou que "se deve parar e reverter a domesticação e a reprodução de leões em cativeiro". O Governo sul-africano não quer caçadores a perseguir "animais retirados de uma jaula".

"Não queremos mais criação em cativeiro, caça em cativeiro, carinho [aos filhotes de leão] em cativeiro e o uso de leões em cativeiro", afirmou a ministra, esclarecendo ainda que a comissão pede que a medida seja "tomada imediatamente para pôr fim às interações entre turistas e leões em cativeiro".

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.