A crise económica está a levar mais pessoas a pedir ajuda a instituições sociais que distribuem alimentos.

Pessoa a carregar saco de compras

A crise económica está a levar mais pessoas a pedir ajuda a instituições sociais que distribuem alimentos. O impacto está a fazer-se sentir na classe média, com pessoas a enfrentar pela primeira vez uma situação de vulnerabilidade financeira. Em Espanha, emerge já uma "nova pobreza".

"Nunca me vi assim na minha vida. De outra forma, como é que ia ter três filhos? Eu estava a ir bem. A minha vida deu uma reviravolta para pior. Passei a pedir comida. No início, sente-se vergonha, honestamente", conta à Euronews uma das pessoas entrevistadas.

Estima-se que, com a covid-19, possa haver mais um milhão e cem mil pessoas, em Espanha, a viver na pobreza.

A crise gerada pelo coronavírus também está a afetar a Áustria, o sexto país mais rico da União Europeia, onde pessoas que antes tinham alguns meios estão de repente nas ruas.

A "nova pobreza" gerada pela covid está a afetar grupos mais vulneráveis da população, como famílias monoparentais, trabalhadores independentes, pequenos empresários e trabalhadores sazonais.





Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.