O Parlamento Europeu deu luz verde às recomendações da IMCO para tornar os artigos que compramos mais sustentáveis e duradouros.

Reparação de impressora

O Parlamento Europeu deu luz verde, no dia 24 de novembro, às recomendações da Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores (IMCO) para tornar os artigos que compramos mais sustentáveis e duradouros.

Muitos produtos chegam ao mercado com pouca qualidade. Os consumidores muitas vezes não sabem quanto tempo esses produtos vão durar e a quem recorrer em caso de avariarem.

As novas recomendações do Parlamento têm vários benefícios para os consumidores:
Em primeiro lugar, pede para que a futura legislação garanta que os consumidores obtenham garantias legais quanto à vida útil de um produto e os fabricantes sejam diretamente responsabilizados por quaisquer potenciais defeitos do produto.

Em segundo lugar, os fabricantes também precisam de fornecer aos consumidores informações pré-compra sobre a vida útil de um produto e tomar medidas para combater a obsolescência prematura. Isso permitirá aos consumidores fazer escolhas mais informadas antes de comprar produtos e potencialmente evitar quaisquer problemas mais tarde.

Por último, os consumidores também poderão beneficiar de um "direito à reparação". Isso tornaria as reparações dos produtos mais baratas e fáceis. A disponibilidade e/ou custo das reparações é atualmente um grande obstáculo para os consumidores, que muitas vezes se veem obrigados a comprar artigos novos, quando em muitos casos uma simples reparação bastaria.


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.