Porto, Braga e Águeda estão entre 88 cidades em todo o mundo consideradas líderes ambientais.

Porto

POR JORGE SÁ | 19 de novembro de 2020, 21:13

Porto, Braga e Águeda estão entre 88 cidades em todo o mundo consideradas líderes ambientais, segundo uma lista publicada pela organização internacional CDP.

No ranking deste ano, as três cidades portuguesas alcançaram pontuações que lhes proporcionaram a classificação "classe A", que reconhece os esforços feitos pelos municípios para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e criar resistência aos impactos das alterações climáticas. Na atribuição da “classe A”, o CDP tem em conta fatores como inventários das emissões à escala da cidade, metas de redução de emissões, além dos planos de ação climática e de avaliação de riscos climáticos.

No ano passado, as cidades lusitanas “classe A” foram Lisboa, Sintra e Guimarães. No entanto, nenhuma das três conseguiu, este ano, destacar-se como centros urbanos “a trabalhar para se tornarem locais resilientes, saudáveis e prósperos para se viver e trabalhar, ao mesmo tempo que reduzem as emissões e constroem rapidamente resiliência contra as alterações climáticas”.

De acordo com a lista tornada pública na segunda-feira passada, a Dinamarca tem o maior número de cidades europeias com melhor pontuação, seis, seguindo-se Suécia (cinco), Finlândia (quatro) e, depois, Espanha e Portugal, com três cidades cada.

O CDP trata-se de uma organização sem fins lucrativos que apoia investidores, empresas, cidades e regiões a gerir os impactos ambientais. É financiada pela União Europeia e, este ano, perto de dez mil empresas, que representam mais de metade da capitalização do mercado global, divulgaram os dados ambientais através do CDP.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.