A petição pede à Câmara do Porto que priorize este projeto de interesse público em detrimento da edificação e privatização dos espaços públicos.



A Câmara Municipal do Porto poderá em breve aprovar a construção de um centro comercial El Corte Inglês no terreno descampado da antiga estação ferroviária da Boavista, junto ao Metro da Casa da Música.

Uma petição com mais de 8 mil assinaturas pretende que este espaço seja projetado para responder à necessidade há muito tempo sentida pelos residentes e utilizadores desta zona da Boavista de terem um espaço verde, para usufruto público, de adultos e crianças.

“Mais um centro comercial, também com valências de hotelaria e ginásio (segundo o comunicado do vereador da Economia, Turismo e Comércio da Câmara do Porto, Ricardo Valente, no dia 4 julho 2019), é absolutamente desnecessário nesta zona que já está repleta de centros comerciais, unidades hoteleiras e ginásios. Pelo contrário, este projeto contribuirá para a intensificação do trânsito, já bastante congestionado na Boavista, e para um maior estrangulamento do pequeno comércio”, pode ler-se na petição.

“O centro da cidade do Porto e centro da Boavista têm uma carência flagrante de jardins públicos sustentáveis, que ofereçam uma alternativa à intensificação crescente do betão e da circulação automóvel na cidade. Um espaço verde no centro da cidade, concebido de forma sustentável (com necessidade reduzida de intervenção humana, água e energia, fomentando a biodiversidade e uso de plantas autóctones) é uma necessidade urgente para os cidadãos da cidade do Porto.”

A petição pede à Câmara do Porto que priorize este projeto de interesse público em detrimento da edificação e privatização dos espaços públicos, e em particular deste espaço estrategicamente situado no centro da Boavista.

Podem assinar a petição aqui.
E seguir o grupo do Facebook que foi criado para divulgar notícias relacionadas com a petição.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.