DJ denunciou colocação de comida em condições no lixo de um supermercado Pingo Doce

DJ denunciou colocação de comida em condições no lixo de um supermercado Pingo Doce

10 de Agosto, 2020 0

Comida descartada

Hugo Breda e João Relógio, da produtora Swag On, denunciaram num vídeo a colocação de comida em boas condições no lixo de um dos supermercados Pingo Doce de Lisboa.

“Ficamos ofendidos por não haver respeito pela situação que o país passa e decidimos expor a situação”, contou Hugo Breda, ao Dinheiro Vivo.
No caixote do lixo do Pingo Doce encontraram 40 quilos de pão embalado, vários quilos de legumes e fruta.

“Chegamos a casa limpamos tudo, nem ligamos muito, fizemos sumos de fruta, um brinde ao lixo, mas aquilo começou a fazer-nos comichão: “Espera lá, isto não é suposto estar no lixo. Nós tomamos o pequeno-almoço, almoçamos e jantamos com comida que estava no lixo”. Isto alimentou-nos o dia inteiro”, explicou.

Decidiram regressar ao mesmo caixote de lixo. “Fomos ao mesmo sítio, e quando saí do carro fiquei boquiaberto. O caixote nem estava fechado tal era a quantidade gigante de pão, embalado, intocado. Pegamos em 40 quilos de pão e debaixo estava mais 20 ou 30 quilos de alimento. E nós nem trouxemos tudo. Ficamos chocados. Dá vontade de chorar, tirar do lixo 40 quilos de pão, e tanta fruta e produtos embalados de coisas que ainda não tinham expirado o prazo de validade”, queixou-se Hugo Breda.

“Recebemos mensagens muito complicadas: mães desempregadas com filhos que não têm comida, dezenas de mensagens de pessoas: ‘digam-me onde é’; um miúdo, com o pai desemprego que vão ser desalojados de casa a perguntar onde era para ir buscar; emigrantes brasileiros desempregados”, disse.

Para Hunter Halder, fundador da Refood, não adianta “dar pancada nos supermercados, que fizeram progressos” – é o Governo que deve criar uma lei. Porque é possível “ninguém ficar com fome em Portugal”.

Comentários
Deixe uma resposta

Your email address will not be published.