Este projeto permitiu encontrar uma solução mais eficiente e sustentável a longo prazo, tornando a ilha da Berlenga uma referência.

Painéis solares na ilha da Berlenga

A ilha da Berlenga está agora mais sustentável graças ao projeto “Berlenga Sustentável” da EDP Distribuição que instalou painéis fotovoltaicos numa zona rochosa, bem como um sistema de armazenamento da energia e equipamentos que permitirão o controlo e a monitorização remotos. Todo este sistema, localizado por cima do Bairro dos Pescadores, foi pensado e implementado segundo critérios de integração paisagística e ambiental.

A inauguração decorreu no dia 29 de julho e contou com a presença do Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, João Catarino, e do Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba.

“Com este investimento realizado pela EDP Distribuição em articulação com a autarquia, a DGEG, o ICNF, a ERSE e outros organismos, a Berlenga passa a ter acesso a energia renovável e a ser mais um exemplo de que a democratização da energia é um pilar fundamental da descarbonização da economia e da transição energética, e um direito de todos. Este investimento substitui combustível fóssil por uma fonte de energia renovável, garantindo maior e melhor qualidade de vida aos habitantes da ilha, tornando-a uma referência nacional e europeia. Berlenga passa a ser uma ilha 100% sustentável e 100% autossustentável”, afirmou João Galamba, Secretário de Estado Adjunto e da Energia.

Até agora, o fornecimento de eletricidade na ilha, situada a cerca de 10 km da costa, era de algumas horas e condicionado ao consumo, sendo realizado com recurso a geradores alimentados a diesel. Por via deste sistema, foi possível substituir o combustível por fontes de energia renovável, garantindo a qualidade e continuidade de serviço, a redução das emissões de dióxido de carbono (cerca de 40 toneladas por ano) e a preservação do património natural.

“Este projeto permitiu encontrar uma solução mais eficiente e sustentável a longo prazo, tornando a ilha da Berlenga uma referência”, disse João Marques da Cruz, administrador executivo da EDP com o pelouro da distribuição.

Espera-se que as mais-valias ambientais e económicas associadas a este projeto, sejam determinantes no processo de reavaliação do estatuto de Reserva Mundial da Biosfera.

“A recente instalação na ilha da Berlenga de um parque de painéis fotovoltaicos permitiu‑nos ultrapassar mais uma etapa na consolidação do estatuto de Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO, bem como dotar aquele território de equipamentos, infraestruturas e serviços que permitirão entendê-lo no futuro próximo como autossuficiente, mais sustentável e protegido”, assegurou Henrique Bertino, presidente da Câmara Municipal de Peniche.



Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.