Assine a petição “Gap, Primark, C&A #PayUp for orders, save lives”.

Trabalhadora

Milhões de trabalhadores de países asiáticos onde se fabricam as roupas de marcas como a C&A, Gap, Zara, H&M, Primark e outras poderão vir a passar fome e ficar na pobreza extrema devido ao cancelamento de encomendas por parte destas marcas.

Como as lojas foram fechadas devido ao confinamento da população, as marcas deixaram de ter maneira de escoar estes artigos.

No Bangladesh, por exemplo, as encomendas canceladas ou suspensas já ultrapassaram os 3,4 mil milhões de euros, deixando 2,2 milhões de trabalhadores numa situação muito difícil.

Os proprietários das fábricas, muitas vezes com milhares de empregados, afirmam que as marcas deviam cumprir os contratos existentes.

Entretanto já foram criadas petições a instar as marcas a pagar as suas encomendas, para salvar vidas. Algumas marcas comprometeram-se a fazê-lo, mas outras não.

Assine a petição Gap, Primark, C&A #PayUp for orders, save lives” aqui.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.