Mais de dois quilómetros de areal foram desinfetados com lixívia numa praia em Espanha.

Praia

Mais de dois quilómetros de areal foram desinfetados com lixívia numa praia em Zahara de los Atunes, na província de Cádiz, em Espanha. Três tratores pulverizaram o areal com lixívia — dois litros por cada 100 de água — para desinfetar o areal para tornar a praia mais segura para as crianças, um dia depois de o Governo espanhol ter permitido a circulação de crianças no exterior.

"Mataram tudo, não se vê nada na areia, nem mesmo insetos", afirmou María Dolores Iglesias, presidente da associação de voluntários ambientais de Trafalgar. "Não pensaram que isto é um ecossistema vivo, pensaram que é apenas terra."
“A praia regenera-se e limpa-se sozinha. Isto não era necessário”, afirmou.

"Desinfetar praias durante o período de reprodução das aves ou de desenvolvimento dos invertebrados que apoiam a pesca local destruirá o valor turístico da costa", escreveu a Greenpeace de Espanha.
Cerca de 20 ninhos de Tarambola, uma ave que coloca os seus ovos na areia, terão sido dizimados.

As autoridades, que queriam desinfetar a praia para evitar o contágio da Covid-19, fizeram um pedido de desculpas oficial depois de se aperceberam do erro.
Segundo o El País, o Governo da Andaluzia está a considerar multar as autoridades locais pelo sucedido.

Foto: EPA/Enric Fontcuberta


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.