A Fapil apresentou a primeira gama de artigos de limpeza e arrumação fabricados a partir de lixo marítimo reciclado.

Artigos de limpeza

A Fapil, uma empresa familiar da Malveira, apresentou a primeira gama de artigos de limpeza e arrumação fabricados a partir de lixo marítimo reciclado. A nova gama ‘Ocean’, feita com 20% de resíduos marítimos reciclados, vai chegar aos consumidores em março com escovas, esfregonas, vassouras, baldes e caixas de arrumação.

O objetivo é que no futuro estes artigos sejam feitos com 100% deste tipo de plástico.

"Vamos ser os primeiros no mercado a fazer o aproveitamento de redes e cordas de pesca, todo o material que resulta da indústria piscatória, que não tinham encaminhamento, para fabricar produtos para a casa", contou Fernando Teixeira, presidente executivo da Fapil.

Os resíduos marítimos, "iam para incineração ou para aterros e a Fapil está a dar uma segunda vida a estes produtos em artigos que todos temos em casa para utilizar", disse.

A Fapil foi fundada há 45 anos, tem sede na Malveira, concelho de Mafra e distrito de Lisboa, e desde há 20 anos que começou a fabricar produtos com plástico reciclado, preocupando-se com a sustentabilidade ambiental e com o "despertar de consciências" para o reaproveitamento de resíduos.

A empresa já investiu na substituição de equipamentos fabris mais eficientes e numa central fotovoltaica, e usa os seus desperdícios fabris no processo de produção de novos artigos.

Estima-se que, a cada 20 segundos, são deixados, nos oceanos, cerca de 20 mil quilogramas de materiais fruto das artes de pesca.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.