Uma mulher perdeu uma cassete no mar quando tinha 12 anos. Reencontrou-a, 25 anos depois, numa exposição de lixo marinho.

Cassete

Quando Stella Wedell tinha 12 anos perdeu uma cassete de música, que ela mesmo tinha gravado, durante as férias que passou em Espanha.

25 anos depois, reencontrou-a numa exposição de fotografia dedicada ao lixo plástico marinho.

A cassete, perdida na Costa Brava ou na ilha de Maiorca nos anos 90, foi recuperada pela artista e fotógrafa britânica Mandy Barker, que a encontrou em 2017, numa praia das Canárias, a milhares de quilómetros de onde tinha sido perdida.

“Esta é uma história incrível e outro exemplo do problema da poluição por plástico”, disse Richard Thompson, professor da Universidade de Plymouth. “É muito difícil dizer exatamente quanto tempo a cassete esteve no mar, mas o facto de ter sobrevivido intacta mostra a durabilidade do plástico e a ameaça que isso representa para o ambiente marinho.”

Mandy Barker enviou a cassete a um especialista em áudio da Universidade de Plymouth – que conseguiu ouvir todas as suas faixas – e decidiu incluí-la na sua exposição “Sea of Artifacts”.

Foi aí que Stella a encontrou e reconheceu a lista das 20 canções nela gravadas, que incluía êxitos dos Pet Shop Boys, Bob Marley e Shaggy.

“Quando estava a ler a lista das faixas, pareceu-me muito familiar. Fazia sempre cópias dos meus CD, nesta altura, para ouvir no meu walkman, especialmente durante as férias”, explicou.

“Foi uma coincidência surpreendente o facto de Stella ter visitado a minha exposição e ter reconhecido a sua cassete”, contou Mandy.


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.