A nova lei entra em vigor a 1 de janeiro de 2021.

Copo descartável de plástico

O prefeito Bruno Covas (PSDB) aprovou, no dia 13 de janeiro, uma lei que proíbe o fornecimento de utensílios descartáveis de plástico em estabelecimentos comerciais em São Paulo. A nova lei entra em vigor a 1 de janeiro de 2021 e abrange bares, restaurantes, hotéis, padarias, bares, espaços para festas infantis, salões de dança, eventos culturais e desportivos, entre outros estabelecimentos comerciais.

Os comerciantes têm um ano para se adaptarem à nova lei e para substituírem os utensílios como copos, pratos e talheres de plástico por utensílios reutilizáveis ou feitos de materiais biodegradáveis.

De acordo com Bruno Covas, a lei de junho de 2019 que proibiu as palhinhas ou canudos de plástico preparou a população para esta nova lei.

De acordo com o texto aprovado pela Câmara Municipal a 10 de dezembro de 2019, passa a ser proibido o fornecimento de copos, pratos, talheres, palhetas para bebidas, varas para balões, colheres de gelado, entre outros itens descartáveis feitos de plástico.

A lei prevê multas para o não cumprimento da mesma.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.