O coelho-europeu passou de "quase ameaçado" para "ameaçado de extinção".

Coelhos

A União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) apresentou, no dia 10 de dezembro, a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas atualizada e com a introdução de 1840 novas espécies em 2019, a Lista conta agora 30 178 espécies ameaçadas.

O coelho-europeu (Oryctolagus cuniculus), presente em Portugal, passou de "quase ameaçado" para "ameaçado de extinção".
"Um novo surto da doença hemorrágica viral dos coelhos causou declínios estimados da população que chegam aos 70%", pode ler-se no comunicado da UICN.

Esta situação tem também consequências para outras espécies ameaçadas que se alimentam deste mamífero. O coelho é “uma presa essencial para o lince-ibérico (Lynx pardinus), em perigo, e para a águia-imperial-ibérica (Aquila adalberti), em estado vulnerável", informa a UICN.

Segundo Jane Smart, que dirige o grupo da conservação da biodiversidade na UICN, "a atualização (da Lista Vermelha) revela o impacto cada vez maior das atividades humanas na vida selvagem".

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.