Cientistas sugerem seis formas de ajudar a prevenir o declínio de insetos na sua zona.

Abelha

Nos últimos anos, diversos estudos têm observado declínios alarmantes nas populações de insetos um pouco por todo o mundo.

Estas notícias são preocupantes porque os insectos desempenham funções cruciais para a vida na Terra, desde a polinização e a reciclagem da matéria orgânica até ao próprio facto de servirem de alimento a outros animais, como as aves.

Num artigo publicado no site The Conversation, os cientistas David Yeates, Katja Hogendoorn e Manu Saunders sugerem seis medidas que pode adotar para ajudar a prevenir o declínio de insetos na sua zona.

1 Atraia-os para o jardim.
Em vez de plantas exóticas (que criam desertos alimentares para estes animais) ou de relva, cultive espécies nativas “amigas dos insetos” no seu quintal. Escolha espécies com épocas de floração diferentes, para que, em qualquer altura do ano, pelo menos uma delas esteja em flor. Procure também ter plantas com dimensões e estruturas variadas, como árvores, arbustos e coberto vegetal.

2 Livre-se do inseticida de uso doméstico.
Os inseticidas matam indiscriminadamente e não apenas os insetos de que se está a tentar livrar. Se tiver mesmo de usar o spray, faça-o com moderação.
Sempre que puder, escolha alimentos produzidos sem pesticidas, como os provenientes da agricultura biológica ou da agricultura biodinâmica.



3 Apague as luzes.
Se não precisar de ter aquela luz exterior acesa à noite, desligue-a. “As borboletas noturnas da sua zona agradecer-lhe-ão. Muitos insetos noturnos não conseguem resistir à luz, mas isso perturba o seu sistema de navegação, o que se repercute negativamente na sua capacidade de se alimentarem e reproduzirem”, explicam os cientistas.

4 Construa-lhes uma casa.
Já pensou em instalar um hotel para insetos? Estes hotéis são pequenas estruturas com buracos, onde os animais podem repousar ou colocar os seus ovos.
Também pode deixar, no seu jardim, ramos secos ou pequenas zonas de solo descoberto, para que os insetos construam os seus ninhos neles.
Se não tiver um jardim, junte-se a um grupo local de plantação de árvores ou convença a sua Câmara Municipal a plantar mais espécies nativas.



5 Resista ao impulso de limpar.
Se houver uma secção no seu jardim ou parque local que esteja “desordenada”, deixe-a tal como está. O que a si lhe parece uma confusão de folhas e galhos, é um excelente habitat para os insetos.

6 Torne-se um cidadão-cientista.
Contribua para o estudo e divulgação do tema, ajudando a recolher informação sobre a biodiversidade dos insetos, o que permitirá aos cientistas entender melhor o que está a acontecer às populações destes animais.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.