Os cavalos-marinhos vão ser criados em cativeiro e devolvidos ao seu habitat natural, onde usufruirão de “hotéis” construídos exclusivamente para eles.

cavalo-marinho de White

Após um declínio dramático das suas populações, os cavalos-marinhos da espécie Hippocampus whitei, conhecidos como cavalos-marinhos de White, foram classificados como em perigo de extinção.

São agora a única espécie de cavalo-marinho ameaçada da Austrália e a segunda “em perigo” a nível mundial.

Para ajudar a reverter a situação, o aquário australiano SEA LIFE, em Sydney, desenvolveu um projeto de conservação que visa a criação destes peixes em cativeiro e, posteriormente, a sua devolução ao habitat natural.

“O cavalo-marinho de White é um animal muito interessante, mas, infelizmente, devido, em grande parte, à perda de habitat, a espécie está agora classificada como em perigo”, disse Robbie McCracken, do aquário.

Os cientistas começaram por recolher cavalos-marinhos adultos na Baía de Sydney. “Entre eles estavam alguns machos grávidos e é com enorme prazer que confirmamos que já testemunhamos seis nascimentos”, contou Robbie.

cavalo-marinho de White
Hippocampus whitei | Foto: Aquário SEA LIFE de Sydney

“Muitas das crias podem ser vistas pelo público na nova unidade que criámos no aquário, onde os juvenis em crescimento ficarão até à sua devolução à natureza.”

“Um facto verdadeiramente singular sobre os cavalos-marinhos é que são os machos a dar à luz e este é um espetáculo realmente incrível – dezenas de filhotes são expelidos da bolsa do macho de uma só vez! Estamos agora no processo de criar estes juvenis para que fiquem saudáveis e fortes, antes de os marcarmos e de os libertarmos no ano que vem”, acrescentou.

Hotéis para cavalos-marinhos

A outra fase do projeto, a construção de “hotéis” para os cavalos-marinhos, começa este mês.

Testados com sucesso em Port Stephens em 2018 e 2019, os hotéis começam como habitats artificiais que gradualmente se convertem em habitats naturais.

Com o tempo, as estruturas são colonizadas por algas, esponjas e outros animais, acabando por se inserir completamente no ambiente natural do local e transformando-se em casas perfeitas para os cavalos-marinhos.

Hotel para cavalos-marinhos
"Hotel" para cavalos-marinhos | Foto: David Harasti

A construção dos hotéis continuará ao longo dos próximos meses. As estruturas serão instaladas na Baía de Sydney no princípio de 2020, antes da libertação dos juvenis criados no aquário.

Espera-se que as estruturas promovam a recuperação e reprodução dos cavalos-marinhos.

“Um dos aspetos fundamentais deste projeto é que iremos implementar um programa de monitorização para avaliar como as crias se estão a safar depois de serem libertadas na natureza”, contou o biólogo marinho David Harasti.

“A instalação dos hotéis também proporcionará um novo lar aos cavalos-marinhos na Baía de Sydney e nós iremos acompanhar de perto a forma como este instrumento de conservação ajudará a espécie a recuperar.”

O projeto conta com a colaboração de vários parceiros, dos quais se destacam o Departamento de Indústrias Primárias do estado australiano de Nova Gales do Sul e a Universidade Tecnológica de Sydney.
1ª foto: Hippocampus whitei (David Harasti)

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.