Os novos sinais de trânsito vão entrar em vigor em abril de 2020.

Sinais de trânsito

Novos sinais de trânsito e de informação, nomeadamente para indicar zonas de circulação de veículos com emissões reduzidas de poluentes, onde só podem circular veículos menos poluentes, e os avisos de que a via pode ser atravessada por linces-ibéricos ou por anfíbios, vão entrar em vigor em abril de 2020.

A instalação do sinal de perigo com um sapo "tem simultaneamente o objetivo de proteger os anfíbios, que apresentam uma mobilidade reduzida, o que os torna particularmente vulneráveis na estrada, e visa alertar o condutor para a possível existência de más condições de aderência do pavimento, devido à acumulação de restos mortais de anfíbios no piso molhado (peles 'escorregadias'), levando o condutor a tomar uma atitude mais defensiva e a reduzir a velocidade", explica a Infraestruturas de Portugal (IP).

Este sinal faz parte do Projeto LIFE LINES, que além da IP tem como parceiros as autarquias de Évora e Montemor-o-Novo e é coordenado pela Universidade de Évora. Alerta para o facto de ser uma zona de atravessamento de anfíbios (rãs, sapos e salamandras), uma vez que morrem milhões destes animais nas estradas portuguesas. Foi instalado nos troços da EN 114 e da EN4, no distrito de Évora.

Os sinais de perigo com um lince-ibérico foram colocados em Mértola, Castro Verde e Alcoutim, em zonas de reintrodução do lince-ibérico, designadamente EN122/IC27, ER123, ER267. Estes sinais foram colocados no âmbito do projeto Life IBERLINCE.

O atropelamento é uma das causas de mortalidade das populações de Lince-ibérico.
Respeitar este sinal e abrandar, é essencial para a sobrevivência do Lince-ibérico.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.