O Burger King deixou de oferecer brinquedos de plástico com os seus menus infantis nos restaurantes do Reino Unido.

Burger King

A cadeia de fast food Burger King deixou de oferecer brinquedos de plástico com os menus infantis nos seus restaurantes do Reino Unido.

Como conta a empresa, a medida foi “encorajada” pela petição pública lançada por duas crianças no site Change.org, que pedia ao Burger King e ao McDonald’s para “pensarem no ambiente e pararem de oferecer brinquedos de plástico com as refeições infantis”.

“As crianças só brincam com os brinquedos de plástico que lhes são dados durante alguns minutos antes de os deitarem fora, acabando por fazer mal aos animais e poluir o mar”, escreveram as irmãs Ella (de nove anos) e Caitlin McEwan (de sete anos) na petição, que reuniu mais de meio milhão de assinaturas.

Para além de deixar de oferecer os brinquedos de plástico, o Burger King também vai instalar contentores nos seus restaurantes britânicos, onde os clientes poderão colocar os brindes velhos, que serão derretidos e transformados em novos produtos, como bandejas.

“Se utilizássemos polipropileno reciclado para fazer uma bandeja, em vez de plástico novo, o consumo total de energia diminuiria aproximadamente 88% e as emissões de carbono sofreriam uma redução de cerca de 70%”, disse Johann Boedecker, da empresa Pentatonic, que trabalhará com o Burger King na transformação do plástico.

Com esta medida, a cadeia pretende economizar 320 toneladas de plástico por ano.

O McDonald’s, por seu lado, anunciou que não planeia abdicar das ofertas de brinquedos, mas que vai permitir aos seus clientes escolher um pacotinho de fruta em vez do brinquedo do Happy Meal. A gigante de fast food também vai realizar um teste, em 2020, que dará a escolher aos clientes entre um livro e um brinquedo.
Foto: Mike Mozart/Flickr


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.