A fabricante do Monopólio, Scrabble, My Little Pony e outros jogos e brinquedos vai começar a eliminar gradualmente as embalagens de plástico dos seus produtos novos.

O jogo de tabuleiro Monopólio

A fabricante de brinquedos Hasbro anunciou que vai começar, em 2020, a eliminar gradualmente as embalagens de plástico dos seus produtos.

O objetivo é remover “praticamente todo o plástico das embalagens dos artigos novos até ao final de 2022”, explicou a empresa.

A medida só se aplica aos invólucros e não afeta os brinquedos neles contidos. Isto significa que as casas e hotéis do Monopólio e os bonecos das personagens My Little Pony, por exemplo, continuarão a ser feitos de plástico. A este nível, a empresa lançou um programa de reciclagem que permite que os consumidores enviem os seus brinquedos e jogos velhos para a TerraCycle, que os reciclará e transformará em produtos novos.

“Sabemos que os consumidores partilham o nosso compromisso com a proteção do ambiente, e queremos que as famílias se sintam bem, sabendo que as nossas embalagens deixarão praticamente de conter plástico e que os nossos produtos podem ser facilmente reciclados através do nosso Programa de Reciclagem de Brinquedos com a TerraCycle”, disse o presidente da Hasbro, John Frascotti.

“Antes de o plástico ter sido criado, as pessoas tinham outras maneiras de fazer e exibir os produtos e, realmente, depende apenas da nossa criatividade encontrar formas apelativas do ponto de vista comercial para o fazer no futuro”, acrescentou.

Gerald Storch, antigo CEO da Toys “R” Us, congratulou a medida da Hasbro. “Tudo indica que os pais de hoje em dia, a geração millennial e mais nova, têm mais interesse nas questões relacionadas com a sustentabilidade, por isso também é [uma medida] apelativa para os clientes. É uma boa aposta.”

No mundo, há cada vez mais empresas e países a dizerem não aos plásticos de uso único, devido ao seu impacto no ambiente. Todos os anos, mais de oito milhões de toneladas de lixo plástico vão parar ao mar. A manter-se este ritmo de poluição, em 2050 haverá mais plástico do que peixes no oceano, em termos de peso.
Foto: William Warby/Flickr

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.