O estado do Minnesota quer pagar aos cidadãos para plantarem trevos, dentes-de-leão e flores silvestres nos seus jardins de forma a ajudar as abelhas.

Abelha

O Minnesota, nos Estados Unidos, quer encorajar os seus cidadãos a transformar os relvados das casas em refúgios para as abelhas.

O estado norte-americano pretende reservar 900 mil dólares para pagar às pessoas que queiram substituir a relva dos seus quintais por flores silvestres e plantas nativas. O objetivo é ajudar a travar o declínio das populações locais de abelhas, particularmente da espécie de abelhão Bombus affinis, outrora abundante na América do Norte e agora em vias de extinção.

O plano de investimento foi recentemente aprovado pelos legisladores do Minnesota, aguardando agora a assinatura do governador Tim Walz, conta o jornal local Star Tribune.

O programa cobrirá até 75% dos custos de cada projeto de conversão. Em zonas de especial importância para a conservação do Bombus affinis, o financiamento poderá chegar a 90%.

“Recebi imensos e-mails e tanto feedback de gente interessada no programa”, disse a deputada Kelly Morrison. “As pessoas estão mesmo a pensar em como ajudar.”

Flores silvestres

A deputada espera que o programa fique pronto para ser implementado na primavera de 2020. O estado ainda não divulgou detalhes sobre a forma como os residentes se poderão candidatar ao apoio.

Devido ao desaparecimento dos prados e de outros habitats naturais, os relvados floridos nos subúrbios e nas cidades têm-se mostrado cada vez mais importantes para os insetos polinizadores, disse James Wolfin, estudante licenciado da Universidade de Minnesota.

James tem estudado a diversidade das abelhas e o seu habitat, particularmente os “relvados para abelhas” – jardins onde são cultivadas, juntamente com a relva, plantas comuns, como o dente-de-leão, o trevo-branco, o serpão, a erva-férrea, entre outras.

Estas plantas provaram ser uma excelente fonte de alimento para as abelhas, para além de serem económicas, tanto a nível do cultivo como da manutenção, contou o investigador.

Para Laurie Schneider, diretora executiva da organização Pollinator Friendly Alliance, os relvados tradicionais tornaram-se essencialmente umas das grandes monoculturas do país. “A diversidade é a chave”, disse.

Se também quiser ajudar as abelhas da sua região, experimente tornar o seu quintal (ou varanda) mais atrativo para estes insetos, semeando uma variedade de flores, evitando os pesticidas e deixando alguma terra sem cobertura vegetal para as abelhas solitárias que fazem ninhos no solo.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.