O objetivo da iniciativa é providenciar habitat e alimento às abelhas e outros polinizadores.

Abelha

Em Brent, no norte de Londres, está a ser plantado um corredor de flores silvestres para promover a conservação das populações de abelhas e de outros insetos polinizadores.

Esta “estrada” para abelhas será formada por 22 prados de flores silvestres, plantados nos parques e espaços verdes do distrito londrino, e estender-se-á ao longo de 11 km.

A autarquia de Brent conta que o corredor fique finalizado antes do Verão e espera que a iniciativa ajude a travar o declínio da biodiversidade na zona.

“As abelhas e outros insetos são tão importantes para a polinização das culturas que nos fornecem os alimentos que comemos. Temos de fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para os ajudar a prosperar”, disse Krupa Sheth, vereadora.

Corredor para as abelhas
Krupa Sheth semeia flores para o corredor | Brent Council

Um estudo recente revelou um declínio preocupante nos números de insetos polinizadores no Reino Unido, desde os anos 80, e apontou a perda de habitat como um dos fatores por trás do fenómeno. Mais de 97% dos prados de flores silvestres do país desapareceram desde a Segunda Guerra Mundial.

As flores do corredor de Brent – que incluirão papoilas, Lychnis flos-cuculi e Primula veris, entre outras – providenciarão habitat e alimento às abelhas e outros insetos, como borboletas, libelinhas e borboletas noturnas.

“Queríamos fazer a nossa parte para promover a biodiversidade”, disse Kelly Eaton, gestora de projetos de Brent. “A equipa [do Departamento de] Parques selecionou a mistura de flores silvestres, tendo as abelhas e outros insetos em mente e escolhendo as variedades que atrairão estes polinizadores.”

Recentemente, o National Trust anunciou que vai criar 68 pomares tradicionais na Inglaterra e no País de Gales com o intuito de dar habitat a animais polinizadores, como as aves, morcegos e insetos. No ano passado, a cidade inglesa de Kingston upon Hull plantou flores silvestres nos separadores centrais e bermas das suas estradas para ajudar as populações de abelhas.

Corredor para as abelhas
O corredor para abelhas de Brent | Brent Council


Subscrever a Newsletter

4 comentários. Diz-nos o que pensas

  1. PARADOXOS :O
    Quanto a nós por cá... pode ser que um dia seja assim :D

    Até porque há um paradoxo muito grande, se não vejamos:
    - Querem o que elas produzem (mel) e fazem (polinizam as flores para darem frutos), mas matam-nas :O
    ---> Roubam-lhes o mel que elas precisam para se alimentarem no Inverno (no inverno não há pólen sabiam?)
    ---> Curam toda a árvore onde vão comer... claro que depois 'não aparecem' (porque as mataram e por isso não polinizam as árvores) e os frutos não nascem ou ficam pequenos... e depois o que fazem? Curam mais... OMG!!!

    ResponderEliminar
  2. Os apicultores costumam deixar mel nas colmeias para as abelhas terem alimento no Inverno. Se naovo fizerem colhem os frutos de tal atitude. Quanto a mim, sao mais os pesticidas os culpados da diminuacao da populacao de abelhas.

    ResponderEliminar
  3. Tenho por habito colher apenas 1/3 d produção de mel das colmeias deixando 2/3 para seu sustento, alem de complementar este 1/3 com calda de açúcar e minerais nas épocas de inverno. Esta prática não só ajuda a elas atravessarem o período de escassez no campo como também provoca a postura da rainha, o que sempre é interrompida por esta, durante estes períodos.

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.