As pequenas embalagens de champô, gel de duche ou condicionador oferecidas pelos hotéis podem estar com os dias contados na Califórnia.

Champôs oferecidos num hotel

As pequenas embalagens de plástico com champô, gel de duche ou condicionador, oferecidas pelos hotéis aos seus hóspedes e usadas uma ou duas vezes antes de serem deitadas fora, poderão ser proibidas na Califórnia, se o projeto de lei AB 1162 for aprovado.

A lei entraria em vigor em 2023 e encorajaria os hotéis a disponibilizarem os produtos de cuidado pessoal em dispensadores recarregáveis com vista à redução da quantidade de resíduos plásticos produzidos.

“Ao não oferecerem as pequenas embalagens de produtos de cuidado pessoal, os hotéis, motéis e outros estabelecimentos de hospedagem podem promover um modelo de negócios mais sustentável e, potencialmente, reduzir os custos operacionais”, disse o deputado Ash Kalra, co-autor do diploma.

Já há cadeias de hotéis a substituir as garrafinhas de cosméticos por dispensadores presos à parede do chuveiro. Uma delas é a gigante Marriott International, que anunciou a intenção de proceder a esta troca no ano passado.

No mundo, são cada vez mais as cidades, estados e países a dizerem não aos plásticos de uso único, como os sacos e as garrafas de plástico, que podem demorar décadas – ou mesmo séculos – a decomporem-se e que muitas vezes acabam por poluir os nossos rios e oceanos.

Foto: and parsecs to go/Flickr

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.