A Tanzânia vai proibir a produção, importação, venda e utilização de sacos de plástico de uso único.

Saco de plástico

O Governo da Tanzânia anunciou que vai proibir a produção, importação, venda e uso de sacos descartáveis de plástico para ajudar a travar a poluição causada pelos resíduos não biodegradáveis.

Segundo o primeiro-ministro tanzaniano, Kassim Majaliwa, a proibição entrará em vigor já em junho.

“Estamos a tomar estas medidas para proteger a saúde do nosso povo, dos animais e das infraestruturas contra os danos provocados pelos resíduos não biodegradáveis”, disse Kassim Majaliwa, citado pelo jornal queniano Daily Nation.

Com a medida, a Tanzânia juntar-se-á a mais de 60 países que já introduziram taxas e restrições à utilização de sacos de plástico de uso único, incluindo a Coreia do Sul, o Peru e o vizinho Quénia. Este último adotou a lei mais dura do mundo relativa aos sacos plásticos, chegando ao ponto de punir os seus utilizadores com multas e penas de prisão.

Todos os anos, pelo menos oito milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos, matando e ferindo inúmeros animais marinhos.
Foto: Ocean Conservancy

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.