A principal função do rebanho será a limpeza da vegetação para a prevenção de incêndios e a regeneração do solo.

Ovelhas

O maior parque público de Madrid – a Casa de Campo – conta, desde o fim de fevereiro, com a presença de um rebanho de cerca de 600 ovelhas, cuja principal função é a limpeza da vegetação para a prevenção de incêndios e a regeneração do solo.

As ovelhas pastarão ao longo de uma superfície de 954 hectares, entre os meses de outubro e junho.

“É um método muito eficaz e mais natural de prevenção de incêndios florestais”, disse Beatriz Garcia San Gabino, responsável pela gestão dos espaços verdes da cidade. “Em vez de se limparem as matas com recurso a máquinas, utilizam-se ovelhas, que não consomem combustíveis e não causam erosão ou contaminam o solo.”

Outra das vantagens da presença de um rebanho é a regeneração do solo e a promoção da biodiversidade, destacam os responsáveis pelo projeto. O rebanho contribui para a regeneração do terreno graças ao estrume das ovelhas e à dispersão de sementes de espécies vegetais de outras zonas, que viajam no aparelho digestivo do rebanho transumante.

Ovelhas
Foto: Câmara Municipal de Madrid

“O rebanho, composto por ovelhas de uma raça em risco de extinção, será um importante contributo para o património ambiental da cidade”, sublinha ainda a Câmara Municipal de Madrid.

A iniciativa também tem uma vertente educativa e cultural, pretendendo aproximar os habitantes da natureza e do mundo rural. Como conta Álvaro Martin, um dos dois pastores que cuidam do rebanho, as pessoas ficam “encantadas” quando encontram as ovelhas no parque.

“Toda a gente se aproxima; muitas pessoas entendem o trabalho das ovelhas no parque, de limpar e cortar a relva. As crianças aproximam-se delas imediatamente e perguntam: ‘posso tocar-lhes?’”, disse o pastor.

Ovelhas e Manuela Carmena, acompanhada pela vice-presidente da Câmara da capital espanhola, Marta Higueras
Manuela Carmena, acompanhada pela vice-presidente da Câmara da capital espanhola, Marta Higueras | Foto: Câmara Municipal de Madrid

Com a subida das temperaturas em meados de junho, as ovelhas regressarão à sua casa, uma quinta gerida pela cooperativa pecuária Los Apisquillos, em Puebla de la Sierra, a cerca de 110 km de Madrid. Em meados de outubro, voltarão à Casa de Campo.

O público pode “apadrinhar” uma das ovelhas, pagando entre 30 e 90€ anuais para apoiar o projeto, algo que a autarca de Madrid, Manuela Carmena, já fez.

Os rebanhos ovinos e caprinos também são utilizados como “serviços de bombeiros” improvisados na Andaluzia, Comunidade Valenciana e Catalunha, assim como noutros países, incluindo Portugal e os Estados Unidos.


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.