O Continente quer acabar com os sacos de plástico na fruta e legumes, disponibilizando alternativas sustentáveis.

Legumes

O Continente quer acabar com os sacos de plástico na fruta e legumes e está a disponibilizar, em algumas lojas, sacos reutilizáveis feitos em algodão ou a dar a opção dos consumidores trazerem os seus sacos de casa.
É entregue aos clientes um cartão feito de papel reciclado para que estes possam colar as etiquetas com os preços e os códigos de barras das frutas e legumes.

“Este projeto está a decorrer nas lojas Continente Vasco da Gama e Continente Marechal Gomes da Costa em ambos os pilotos (padaria e frutas e legumes); Continente Valongo apenas na padaria e em breve também no Continente de Lousada; Continente Gaiashopping apenas nas frutas e legumes”, pode ler-se num comunicado do Continente.

Esta iniciativa, a decorrer desde o final de março, faz parte do projeto "Compromisso para o uso responsável do Plástico".

“Caso todos os clientes aderissem a alternativas sustentáveis ao plástico para a compra de frutas e legumes, a poupança potencial seria de mais de 430 toneladas de plástico por ano”, lê-se no comunicado.

"Sabemos ser nosso dever a promoção de um uso cada vez mais responsável de plástico", afirmou Pedro Lago, Diretor de Projetos de Sustentabilidade e Economia Circular do Continente.

O hipermercado está a ponderar alterar também os sacos da padaria (compostos por papel e uma parte de plástico transparente) e substitui-los por sacos apenas de papel para que sejam 100% recicláveis. Pretende também que 100% das suas cerca de 4000 embalagens sejam reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis, até 2025.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.