A Kellogg’s adotou uma política pública contra os testes em animais.

Hamster

A maior produtora de cereais de pequeno-almoço do mundo, a Kellogg’s, adotou uma política pública contra os testes em animais.

O documento atualizado do seu compromisso relativo ao bem-estar dos animais refere que a empresa “não realiza, financia ou apoia os testes em animais de produtos alimentares ou ingredientes que não sejam exigidos por razões de segurança ou qualidade alimentares”.

“Só quando as agências governamentais exigem explicitamente a experimentação animal para se demonstrar a segurança ou qualidade é que são realizados estudos por instalações independentes credenciadas que seguem orientações adequadas em matéria de bem-estar dos animais”, diz o documento.

“Nós não possuímos instalações de ensaios. Apoiamos a substituição dos testes com animais por outros métodos validados para garantir a segurança e qualidade de novos ingredientes alimentares.”

A medida foi saudada pela organização de defesa dos direitos dos animais PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), que tentava convencer a empresa a abandonar estes testes desde 2007.

Segundo a PETA, a Kellogg’s realizava testes em animais “há quase 65 anos”.

“Entre 1995 e 2016, a Kellog [Company] realizou, financiou e/ou forneceu materiais para experiências letais que utilizaram 1213 ratazanas e 60 hamsters”, diz a PETA, explicando que nestes estudos os animais foram alimentados à força, mutilados e dissecados.

A organização defende que “estes testes, que envolvem ingredientes alimentares comuns que não suscitam preocupações de toxicidade, podem ser realizados de forma segura com voluntários humanos”.

O compromisso de bem-estar animal será publicado no Relatório de Responsabilidade Corporativa de 2019 da empresa, que ficará disponível na primavera. O documento também faz referência a uma eliminação das celas de gestação na produção de porcos e à observação das Cinco Liberdades dos Animais durante os processos de produção de Kellogg's.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.