A Universidade do Minho vai reaproveitar os restos de comida provenientes das cantinas do campus de Braga e de Guimarães para alimentar animais em quintas.

Cantina

POR JORGE SÁ | 4 de fevereiro de 2019, 22:00

A Universidade do Minho vai reaproveitar os restos de comida provenientes das cantinas do campus de Braga e de Guimarães para alimentar animais em quintas. A medida insere-se no Plano Estratégico de Sustentabilidade, cujo objetivo é promover uma maior sustentabilidade ambiental, social e económica.

Os Serviços de Ação Social da Universidade do Minho afirmam, em comunicado, que vão reutilizar todos os restos alimentares, resultantes da confeção de refeições nas cantinas, e enviar para quintas situadas na região. Estima-se que, no total, sejam encaminhadas por ano, aproximadamente, 15 toneladas (valores referentes a Braga e Guimarães) de resíduos alimentares.

“Desta forma, passará a ser possível dar-se um destino mais nobre a um resíduo que, até à data, não apresentava qualquer tipo de utilidade, promovendo uma maior sustentabilidade ambiental, mas também social e económica, na medida em que este contributo possibilita poupanças significativas aos proprietários destes espaços”, realça a nota.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.