A Rússia proibiu o abate de cães e gatos vadios e outras formas de crueldade contra os animais.

Cão vadio

A Rússia proibiu as lutas de animais, o envenenamento ou abate a tiro de cães e gatos vadios e outras formas de crueldade contra os animais.

A nova lei proíbe a abertura dos chamados “zoos de contacto” em centros comerciais – algo que é comum no país – e determina que os animais de companhia devem ser mantidos em condições adequadas pelos seus donos.

A legislação foi promulgada pelo presidente Vladimir Putin no final de dezembro de 2018, oito anos depois de ter sido inicialmente apresentada. Segundo o Kremlin, a lei guia-se pelos “princípios da humanidade”.

Os bares e restaurantes com animais também deixam de ser permitidos, conta o canal de televisão russo RT. Em abril, dois ursos fugiram de um café na região de Yaroslavl. Um deles acabou por ser abatido.

Os animais selvagens mantidos em violação da lei e sem as devidas licenças serão apreendidos pelo estado. Da mesma forma, passa a ser proibida a sua acomodação em apartamentos e casas privadas.

Os circos semilegais também terão a sua vida complicada. Em outubro, uma leoa atacou e feriu uma criança de quatro anos durante o espetáculo de um circo itinerante na região de Krasnodar.

A nova lei também determina que os animais vadios devem ser capturados, esterilizados, vacinados e libertados com um microchip especial, e que o abandono não é uma opção, devendo os animais “ser encaminhados para uma nova casa ou abrigo”. Recentemente, encontraram-se camelos, avestruzes e outros animais exóticos em liberdade no país, depois de os mesmos terem sido abandonados pelos seus donos.

Quem tem cães passa apenas a poder passeá-los em zonas especialmente designadas para esse fim e poderá ser multado se não apanhar as fezes do animal. Para as raças “potencialmente perigosas”, o uso de açaime e trela torna-se obrigatório – uma medida criticada pelos ativistas defensores dos direitos dos animais.

Subscrever a Newsletter

1 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.