O lago Léman, também conhecido como lago de Genebra, é invadido por cerca de 50 toneladas de resíduos plásticos todos os anos.

Lago

Todos os anos, cerca de 50 toneladas de resíduos plásticos vão parar ao lago Léman (ou lago de Genebra), um dos maiores lagos naturais da Europa Ocidental, localizado entre a Suíça e a França, concluiu um novo estudo, encomendado pela Associação para a Salvaguarda do Léman (ASL).

Apenas 10% do plástico é levado do lago pelo Rio Ródano. A maioria parece acumular-se nos sedimentos do fundo e uma quantidade considerável é ingerida pela fauna, principalmente pelas aves e pelos peixes.

Mais de metade do lixo plástico encontrado no lago todos os anos (30 toneladas) é constituído pelos fragmentos de plástico resultantes do desgaste dos pneus dos automóveis.

O lixo e as embalagens descartadas são a segunda maior fonte de plástico (cerca de 10 toneladas), seguidos pelos plásticos usados nos trabalhos de construção (3,3 toneladas), os microplásticos dos têxteis sintéticos (2,2 toneladas), a tinta para marcação de estradas (0,9 toneladas) e os cosméticos (0,7 toneladas).

Para combater esta poluição, a ASL pediu aos residentes para limitarem o uso de plásticos descartáveis e utilizarem produtos reutilizáveis.

No princípio de 2018, um outro estudo revelou que o lixo plástico que deu à costa no Lago Léman tinha níveis perigosos de bromo e cádmio, o que constitui uma clara ameaça para a vida selvagem. Os investigadores também detetaram concentrações elevadas de mercúrio e chumbo entre o lixo.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.