A UE chegou a um acordo sobre a proibição de alguns plásticos descartáveis como cotonetes, palhinhas e talheres de forma a reduzir a poluição marítima.



A União Europeia (UE) chegou, no dia 19 de dezembro, a um acordo sobre a proibição a partir de 2021 de alguns plásticos descartáveis como cotonetes, palhinhas e talheres de forma a reduzir a poluição marítima.

"O lixo marítimo é um problema global cada vez maior", pode ler-se no comunicado do Conselho de Ministros do Ambiente da UE.
Se não alterarmos esta tendência, em 2050 haverá mais plástico do que peixes no oceano.

O novo acordo precisa de ser formalmente ratificado pelos Estados-membros e pelo Parlamento Europeu, prevendo-se que o processo esteja concluído na primavera de 2019 e que entre em vigor em 2021.

Todos os anos “pelo menos 8 milhões de toneladas de plásticos invadem o oceano – o que é o equivalente a despejar-se o conteúdo de um camião de lixo no oceano a cada minuto”, de acordo com um relatório da Fundação Ellen MacArthur.



Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.