A Chanel anunciou o fim do uso de pelo e peles de animais exóticos.

Placas da Chanel

A Chanel anunciou o fim do uso de pelo e peles de animais exóticos, como as peles de crocodilo, de cobra, de lagarto, de serpente, de raia e de tubarão, dos produtos das suas coleções.
As malas da Chanel feitas de pele de cobras píton foram retiradas do site da marca no dia 4 de dezembro.

“Na Chanel, avaliamos continuamente as nossas cadeias de fornecimento para garantir que correspondem aos requisitos éticos. É cada vez mais difícil encontrar peles exóticas (…) que correspondam às nossas exigências em termos de ética”, disse o presidente Bruno Pavlosky.



Medidas semelhantes já tinham sido adotadas pela Gucci, Versace, Burberry, Jean-Paul Gautier e Giorgio Armani.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.