A Universidade do Algarve deixou de usar plásticos descartáveis, como palhinhas, palhetas para mexer o café ou copos de plástico, nas cantinas e bares.

Cozinha

A Universidade do Algarve deixou de usar plásticos descartáveis, como palhinhas, palhetas para mexer o café ou copos de plástico, nas cantinas e bares, depois de se aperceber do impacto do plástico nos oceanos.

Uma vez no oceano, os plásticos degradam-se em pedaços mais pequenos, que são ingeridos por moluscos e peixes, acabando depois por entrar na cadeia alimentar humana.

"Antes só trabalhávamos com loiça e vidro, mas para a juventude é mais complicado", contou Graça Ferreira que trabalha no bar da Escola de Hotelaria Turismo e Gestão à TSF, acrescentando que os alunos têm mostrado mais resistência, principalmente os estudantes que não estão ligados à biologia marinha e às áreas ambientais. Há mesmo estudantes que preferem ter a palheta de plástico para mexer o café.

Com a campanha "+ Saudável - Plástico", a Universidade do Algarve pretende contribuir para um oceano livre de plástico e para um ambiente mais sustentável.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.