Apesar do atraso no pagamento dos apoios, houve um recorde de conversões para a produção biológica em França.

Rabanete

São cada vez mais os agricultores que decidem optar por práticas mais amigas do ambiente. Apesar do atraso no pagamento dos apoios, houve um recorde de conversões para a produção biológica em França.

Desde o início do ano até ao final de julho de 2018, foram registados 4300 novos produtores biológicos no país. Durante o mesmo período no ano anterior, foram contabilizados apenas 3700.

Trata-se de “um nível recorde”, disse Florent Guhl, diretor-geral da Agence Bio, uma agência francesa dedicada ao desenvolvimento da agricultura biológica no país, ao jornal francês Le Monde.

No total, até ao final de 2017, havia 36 664 produtores a reivindicar o rótulo da agricultura biológica em França.

“Há, nomeadamente, uma forte presença nas grandes culturas e nos cereais”, destacou Florent Guhl.


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.