A Nova Zelândia vai proibir os sacos descartáveis de plástico durante o próximo ano, anunciou a primeira-ministra Jacinda Ardern.

Tartaruga com plástico no nariz

A Nova Zelândia vai proibir os sacos descartáveis de plástico no próximo ano, anunciou a primeira-ministra, Jacinda Ardern.

“Usamos, todos os anos, centenas de milhões de sacos de plástico de uso único na Nova Zelândia. Uma montanha de sacos – muitos dos quais acabam por poluir o nosso precioso ambiente costeiro e marinho e causam danos graves a todos os tipos de animais marinhos – e tudo isto numa altura em que existem alternativas viáveis para os consumidores e para as empresas”, disse a primeira-ministra.

“Estamos a dar passos significativos com vista à redução da poluição por plástico, para que não passemos este problema para as gerações futuras.”

Os comerciantes terão seis meses para deixarem de distribuir sacos de plástico leves ou arriscar-se-ão a sofrer multas até 100 mil dólares neozelandeses (58 mil euros).

65 mil cidadãos neozelandeses tinham assinado uma petição que pedia a proibição destes artigos descartáveis. “Também é o principal assunto sobre o qual as crianças me escrevem”, informou a primeira-ministra.

Jacinda Ardern
Jacinda Ardern | Foto: Governor-General of New Zealand

As maiores cadeias de supermercados do país, assim como várias lojas, já anunciaram que irão eliminar estes sacos até ao final de 2018.

Os detalhes da proibição serão discutidos durante o próximo mês e o governo convidou o público a partilhar as suas opiniões, até ao dia 14 de setembro, relativamente à data de entrada em vigor e às estratégias que poderão ajudar as pessoas a fazer a transição.

Todos os anos, despejamos mais de oito milhões de toneladas de resíduos plásticos nos oceanos, colocando em risco baleias, tartarugas, leões-marinhos, aves e muitos outros animais.

No mundo, mais de 40 países já proibiram os sacos de plástico. O primeiro foi o Bangladesh, em 2002. Em 2003, a África do Sul tomou a mesma decisão, depois de declarar que estes itens já eram tão numerosos no país, que se tinham transformado na sua “flor nacional”.

Segundo um relatório da ONU, usam-se entre 1 e 5 biliões de sacos de plástico no mundo todos os anos. Se fossem atados uns aos outros, os 5 biliões de sacos cobririam uma área com o dobro da superfície de França.


Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.