New Shoreham proibiu a venda, utilização e distribuição de qualquer tipo de balão. Sabe porquê?

Balões de muitas cores erguem-se no ar

A câmara municipal de New Shoreham, no estado norte-americano de Rhode Island, votou unanimemente a favor da proibição da venda e utilização de balões.

“A venda, uso e distribuição de qualquer tipo de balão – incluindo, entre outros, os balões de látex, de mylar ou de água – passarão a ser ilegais”, diz o regulamento.

“Estamos muito preocupados com o ambiente”, afirmou Kenneth Lacoste, da câmara municipal. “Há por aí muita informação sobre os danos causados pelos balões à fauna selvagem.”

Para além de poderem ferir os animais selvagens, os balões lançados durante festas e eventos vão parar ao campo, matas, praias e ao mar, onde se juntam aos milhões de detritos a poluir os nossos oceanos. Segundo Kenneth Lacoste, a visão de balões nas águas que circundam New Shoreham é, infelizmente, demasiado recorrente.

“Quando uma comunidade está rodeada por água e vê o lixo causado pelos balões diariamente, não é de espantar que esteja a proibir completamente os balões”, contou à CNN Danielle Vosburgh, fundadora da Balloons Blow, uma organização dedicada à sensibilização do público para o impacto dos lançamentos de balões.

Quem infringir a nova lei arrisca-se a uma multa máxima de 200 dólares (170€).

No início de 2018, a vila já tinha proibido os sacos de compras de plástico para reduzir a quantidade de resíduos que poluem as ruas e os cursos de água.

Em maio, várias cidades norueguesas também decidiram proibir a venda de balões de hélio, durante as festividades do Dia da Constituição da Noruega, para proteger o ambiente.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.