Cidade inglesa substitui relva por flores silvestres nas bermas das estradas

Cidade inglesa substitui relva por flores silvestres nas bermas das estradas

31 de Julho, 2018 2

Flores silvestres nas bermas das estradas

Em Kingston upon Hull, uma cidade no nordeste da Inglaterra, os separadores centrais e as bermas de muitas estradas, incluindo algumas das mais movimentadas, estão agora cobertos de milhares de flores silvestres.

Esta é uma iniciativa da Câmara Municipal de Hull, que decidiu apostar na promoção da biodiversidade e plantar flores silvestres em cerca de 16 mil metros quadrados de terra.

Os novos espaços silvestres contrastam com as áreas cobertas de relvado seco na cidade, uma consequência da falta de chuva e do calor que se tem feito sentir na região.

As flores coloridas atraem fotógrafos e polinizadores importantes, como as abelhas e as borboletas. Entre as espécies plantadas, contam-se centáureas, linho, papoilas, delfínios, entre outras.

Flores silvestres nas bermas das estradas

Segundo a Câmara, estes espaços também se inserem nas medidas destinadas à redução do risco de inundação na cidade. Como requerem menos manutenção do que os relvados, ainda ajudam a poupar dinheiro.

“Estou muito satisfeito por ver as flores silvestres a colorirem algumas bermas em Hull e é fantástico ouvir dizer que as pessoas estão a adorar o que está a acontecer”, disse Alan Clark, ex-vereador que ajudou a iniciar este projeto.

Durante os próximos três anos, a cidade planeia criar mais espaços silvestres urbanos.
Veja, no seguinte vídeo da BBC, os novos “prados” de Hull em maior detalhe.

Flowers

Lots of people taking pictures of this!

Publicado por BBC Look North (East Yorkshire & Lincolnshire) em Terça-feira, 17 de Julho de 2018

Comentários
2 comments on “Cidade inglesa substitui relva por flores silvestres nas bermas das estradas
  1. Mel

    É tão lindo *-*

    1 de Agosto, 2018 Reply
  2. UniPlanet

    Olá Mel,
    Só tem vantagens: fica mais bonito, poupa água, ajuda as abelhas, não leva pesticidas e herbicidas (glifosato), etc.

    1 de Agosto, 2018 Reply
Deixe uma resposta

Your email address will not be published.