O simbiotico.eco é um diretório e plataforma de divulgação de marcas e serviços ecológicos.

Simbiótico

O Simbiotico.eco é um diretório português 100% dedicado a promover a sustentabilidade, que reúne os melhores e mais variados serviços ecológicos, como restaurantes, hotéis, atividades ao ar livre, cosmética natural, etc.

O UniPlanet falou com Diana Reis, do Simbiótico, que nos deu a conhecer este projeto.


UniPlanet (UP): Podem apresentar-nos o simbiotico.eco?

O simbiotico.eco é um diretório e plataforma de divulgação de marcas e serviços ecológicos.
Funciona como um guia, onde o utilizador pode procurar lojas ou outros serviços por categoria, localização ou nome.
No fundo, é uma forma de conectar pessoas e empresas, onde quer que estejam, por meio de um interesse comum: a ecologia e a sustentabilidade.


Simbiótico

UP: Como surgiu a ideia para este projeto? Houve alguma iniciativa que tenha inspirado a sua criação?

Há pouco mais de um ano, iniciámos um novo capítulo na nossa vida que envolveu a mudança para Lanzarote, nas ilhas Canárias.
Quando cá chegámos tivemos dificuldade em encontrar alimentos biológicos e lojas de produtos ecológicos, e daí surgiu a ideia de fazer um site a identificar a oferta existente.

Resolvemos então pôr mãos à obra e fazer um levantamento de marcas e projetos que se destacam pela sustentabilidade dos seus serviços e produtos. Como em Portugal já eramos clientes de algumas lojas com esta filosofia, pareceu-nos que seria o melhor sítio para começar!



UP: Como funciona e qual é a sua missão?

A nossa missão é dar a conhecer projetos que apostam forte na sustentabilidade.
Qualquer entidade que se enquadre no nosso conceito pode fazer o registo dos seus serviços. As listagens são revistas por nós, de forma a garantir o enquadramento nas categorias adequadas, e posteriormente traduzidas para Inglês porque já contamos com vários utilizadores estrangeiros, tanto turistas como residentes.

Ao centralizar a informação numa só plataforma, quem nos visita encontra os melhores e mais variados serviços sustentáveis num só sítio. E como fazemos questão de identificar claramente os contactos diretos de cada entidade, fomentamos uma proximidade estreita entre todas as partes envolvidas tanto a nível de C2B como B2B.



UP: O que é para vocês uma marca ou um serviço sustentável?

A nossa seleção baseia-se essencialmente na política ambiental de cada marca/serviço, ou seja, que medidas tomam para minimizar a sua pegada ecológica e como contribuem para a “educação” do seu público-alvo.
Por exemplo, no alojamento valorizamos a autonomia energética, a utilização de materiais naturais na decoração e o tratamento dos resíduos. No caso dos restaurantes, selecionamos aqueles que usam ingredientes biológicos e produtos locais.

Os critérios são distintos para os diferentes tipos de serviços, mas todos têm em comum a implementação consciente de medidas de redução do impacto ambiental, responsabilidade social e contribuição para um modo de vida mais saudável.
Um modo de vida sustentável é muito mais que apenas ecologia, engloba valores como respeito, igualdade, cooperação, ética e humanismo. Estas são as bases sobre as quais construímos o Simbiótico e os valores que reconhecemos nos negócios, atividades e serviços listados neste diretório ecológico.
Não somos fundamentalistas de todo, mas já recusamos inscrições!


Simbiótico

UP: Quais são, na vossa opinião, as principais dificuldades que sente alguém que começa um projeto online em Portugal?

Quando um projeto online de pequena dimensão dá os primeiros passos, a principal dificuldade é a divulgação e a criação de uma imagem de marca que inspire confiança.
A inexistência de um espaço físico torna as coisas mais impessoais, e sabemos que em Portugal ainda há muita relutância em confiar em algo que não se pode ver ou sentir, que não tenha uma cara.

No caso concreto do Simbiótico, que é um projeto paralelo a outros que são o nosso ganha-pão, há também evidentes constrangimentos de tempo e orçamento.
Por enquanto, e enquanto for possível, o Simbiótico é auto financiado e de utilização gratuita para quem anuncia e para quem consulta. Esta foi uma opção assumida desde o início, para facilitar a adesão e perceber se o projeto seria bem recebido retirando a influência dos custos económicos.



UP: Desde o seu lançamento, como tem sido o feedback por parte dos projetos e marcas que divulgam?

A resposta tem sido excelente! Fomos muito bem acolhidos por pequenos empreendedores na área da sustentabilidade que procuram chegar a cada vez mais pessoas.
Temos um carinho especial por projetos de pequena escala porque, através da sua responsabilidade social e ambiental, são eles os principais motores do desenvolvimento local e da economia circular.

O nosso site, redes sociais e newsletter são uma plataforma para divulgar os seus projetos, eventos e novidades. Criamos relações de simbiose em que todos ficam a ganhar. Há por isso um grande espírito de entreajuda que nos dá muita satisfação.
De qualquer forma, há ainda muito por fazer e muitos projetos a incluir! Cá os esperamos de portas abertas!



UP: Para terminar, que tipo de produtos já podemos encontrar no Simbiótico?

Neste momento já temos mais de 80 listagens repartidas por 10 categorias, nomeadamente: alojamento, comer & beber, cosmética, artigos para criança, atividades ao ar livre, educação & formação, arquitetura & construção, mercados (mercearias, supermercados e mercados ao ar livre), chás e ervas aromáticas, decoração, objetos para casa, roupa & sapatos, segunda mão e lojas online.
O Simbiótico ainda não tem uma secção de loja, mas está nos nossos planos poder facilitar a venda de produtos às lojas registadas no nosso site.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.