Uma música contra a exploração de petróleo no Algarve.



O vídeo da música “Pintar o Mar” dos OIOAI surge de uma parceria com a Quercus. O seu objetivo é chamar a atenção para os perigos da exploração de petróleo na costa algarvia e apoiar e divulgar a PALP (Plataforma Algarve Livre de Petróleo).

“Esta canção escrevi-a de seguida, depois de ir a uma sessão de esclarecimento sobre o tema. Senti que a questão ainda não tinha chegado à maior parte das pessoas e que precisava de se tornar mais pública”, escreveu Pedro Puppe, um dos elementos dos OIOAI, no seu Facebook.

“Lembrei-me do que se fez pelas gravuras de Foz Côa... Meses mais tarde acabou por ser uma das organizações integrantes dessa sessão a fazer com que este vídeo exista, a Quercus na pessoa do Jorge Infante. Espero que mais de nós acordem para esta triste realidade que põe em causa o futuro, não se trata só do Algarve mas do mundo inteiro. O aquecimento global é uma realidade que temos de enfrentar AGORA. Seremos todos Trumpes?”



Pintar o Mar

Sabes? Antigamente existia o mar
Ele era bom e dava para nadar
E havia areia para te poderes deitar
Antigamente havia a primavera
E depois dela vinha sempre o verão

Como era boa essa vida na terra
Antes do homem chegar e pôr as maquinas a perfurar
Para outras máquinas alimentar
Foi esse o fumo que fechou o céu
Foi esse o óleo que pintou o mar
de preto
Não vou deixar pintar o mar de preto
Não vou deixar pintar o mar de preto

Mas sabe? que eu ainda tenho força para lutar
Para que o teu mundo não chegue a mudar
Possas voltar a mergulhar no mar

Os nossos olhos servem para falar
E as nossas vozes ficarão a olhar
E os nossos braços para não deixar
Pintar o mar
De preto
Não vou deixar pintar o mar de preto
de preto
Não vou deixar pintar o mar de preto

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.