O movimento Claro tem como missão acabar com as palhinhas de plástico em Cascais e aumentar a consciencialização sobre o dano que o plástico descartável causa no ambiente.



O movimento Claro tem como missão acabar com as palhinhas de plástico no Concelho de Cascais, e aumentar a consciencialização sobre o dano que o plástico descartável causa no ambiente e, em especial, no oceano.

O UniPlanet falou com Teresa Vale, do movimento Claro, que nos deu a conhecer este projeto.


UniPlanet (UP): Como nasceu o movimento Claro?

O movimento Claro surgiu de uma iniciativa de três amigas que partilham os mesmos ideais: respeito pela Natureza, paixão pelo mar e amor a Cascais. Reconhecemos que o progresso do nosso Concelho não pode ser alcançado à custa do prejuízo ambiental, uma vez que é totalmente dependente deste.

O movimento Claro pretende materializar estes ideais numa ação que à primeira vista pode parecer insignificante e limitada, mas que pode ajudar a aumentar a consciência sobre o problema do plástico nos oceanos. Este movimento inspira-se numa campanha de sucesso realizada em Cornwall, em Inglaterra, mas que decorre de uma tendência global no sentido de alertar para os perigos do plástico descartável e, em particular, as palhinhas.

Acreditamos que os nossos pequenos gestos diários e as nossas escolhas podem fazer a diferença. E nada melhor do este ano para fazer a mudança, uma vez que Cascais é a Capital Europeia da Juventude de 2018!






UP: O que costumam dizer aos cafés e restaurantes para os persuadirem a deixar de usar palhinhas?

A explicação é simples e passa sobretudo por fazer o proprietário do estabelecimento sentir que pode e deve ter um papel ativo na preservação desta “casa” comum que é o nosso planeta. Normalmente, quando apresentamos o projeto começamos por mostrar o impacto do plástico no oceano porque é aí que os ecossistemas são mais afetados. Referimos também o porquê do nosso foco nas palhinhas de plástico começando por explicar que estes objetos são na realidade apenas uma comodidade e na maioria dos casos completamente desnecessários, mas, no entanto, podem ser extremamente prejudiciais para o meio ambiente.

Tendo por base outras campanhas semelhantes que já foram realizadas um pouco por todo o mundo, expomos também o facto de apenas 1 em cada 7 pessoas solicitar palhinha quando esta não é inicialmente oferecida. Isto demonstra que na verdade o estabelecimento em questão poderá até reduzir os seus custos anuais se optar por aderir a iniciativas como a nossa fornecendo outro tipo de palhinhas apenas quando solicitado.

Mas acima de tudo tentamos mostrar que há cada vez mais pessoas conscientes da necessidade de uma mudança de atitude relativamente à forma como lidamos com o ambiente e que o feedback que temos tido desde o lançamento da Claro reflete isso mesmo! Deste modo, fazer parte da iniciativa Claro deve ser um motivo de orgulho porque demonstra que o estabelecimento está atento às novas necessidades da sociedade e que tem vontade de progredir de acordo com as mesmas. Um café ou restaurante ao juntar-se ao movimento Claro está na verdade a prestar um serviço de máxima qualidade aos seus clientes, ao servir bem ao mesmo tempo que protege o que está à sua volta.






UP: Como podemos apoiar o vosso projeto?

Existem várias formas de mostrar apoio pela nossa causa. A mais simples e óbvia envolve partilhar a nossa página e os nossos posts nas redes sociais. Pode parecer pouco, mas a verdade é que só assim conseguiremos passar a mensagem a um maior número de pessoas. Também podem ajudar inscrevendo-se como voluntários no nosso site. Já tivemos algumas pessoas que nos escreveram a comentar em que vertente do projeto estão dispostas a ajudar (educação, limpezas, divulgação, mostrar ao seu café de eleição...).

No entanto, se não tiver muita disponibilidade para se tornar voluntário, pode simplesmente escrever-nos um e-mail a aconselhar sobre alguma ação que acha que possamos fazer ou apenas sugerindo um estabelecimento que pensa que gostaria de aderir. Houve, por exemplo, uma pessoa que decidiu mandar pessoalmente um e-mail a um restaurante a divulgar o nosso movimento e este mais tarde contactou-nos dizendo que estava interessado em aderir!

Finalmente, também precisamos de pessoas que verifiquem que os restaurantes aderentes estão de facto a assumir o compromisso da nossa campanha, ou seja, que deixaram efetivamente de servir palhinhas de plástico. Mas a melhor maneira de mostrar apoio pela nossa missão começa mesmo por recusar o uso de palhinhas de plástico em qualquer estabelecimento a que se dirija podendo em alternativa levar consigo uma palhinha reciclável (de inox ou de bambu)!



UP: Para terminar, onde podemos encontrar mais informação sobre a Claro Cascais?

Para ficarem a conhecer a Claro Cascais um pouco melhor, podem visitar o nosso site ou podem dar uma vista de olhos à nossa página do Facebook e Instagram. Nas nossas redes sociais não só colocamos informação sobre a Claro como também divulgamos notícias que estejam relacionadas com a temática do nosso projeto.



Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.