Sabia que quando deita os óleos usados dos fritos na sanita ou no ralo da banca da cozinha está a poluir o ambiente?



Sabia que os óleos alimentares usados, quando indevidamente descartados, provocam problemas nos sistemas de tratamento de águas residuais (ETAR)? E que 1 litro de óleo doméstico deitado no ralo da banca da cozinha pode contaminar 1 milhão de litros de água?
É por isso importante que os encaminhe para um destino adequado.

O que deve fazer

Depois de fritar batatas fritas, azevias, coscorões, filhoses, etc., deve deitar o óleo usado frio numa garrafa de plástico com a ajuda de um funil e quando estiver cheia deve colocá-lo num oleão (da sua freguesia ou de uma das várias lojas do Pingo Doce).
Este óleo é depois transformado em biodiesel (por exemplo, 1000 litros de óleo usado permitem produzir entre 920 a 980 litros de biodiesel), em sabão, velas, óleo, verniz, tintas, etc.




Os óleos que pode colocar num oleão

Óleo de girassol, soja, palma e colza, azeite e óleos de latas de conservas.

O que não pode colocar na garrafa

Óleo lubrificante de motores (uma vez que é um resíduo perigoso que impede a valorização do óleo alimentar usado), margarina e resíduos de alimentos (que devem ser deitados no lixo).






Segundo alguns estudos, não deve utilizar mais de 6 vezes o óleo de fritar, para que este não lhe faça mal à saúde.

Consulte a lista dos locais onde pode entregar o óleo usado em Lisboa aqui.

2ª Foto: Câmara Municipal de Coimbra

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.