Os sacos descartáveis de plástico serão proibidos na cidade de Victoria a partir do dia 1 de julho de 2018.



A partir do dia 1 de julho de 2018, as empresas estarão proibidas de oferecer sacos de plástico aos clientes na cidade de Victoria, no Canadá. Mediante solicitação, os estabelecimentos comerciais poderão vender sacos de papel ou sacos reutilizáveis aos seus clientes.

Segundo dados municipais, os habitantes da cidade de Victoria utilizam, todos os anos, 17 mil milhões de sacos, que perfazem 15% dos resíduos dos aterros.

Os sacos de plástico têm impactos negativos na vida marinha e no ambiente e são feitos com recurso a combustíveis fósseis não renováveis”, lê-se no site oficial da cidade canadiana.

Muitos animais tentam comer os sacos que poluem o oceano e as praias, por os confundirem com comida. Outros ficam presos neles, o que lhes pode causar ferimentos ou fazê-los asfixiar.

Segundo a Sociedade de Conservação Marinha do Reino Unido, os animais que comem sacos de plástico sentem uma “falsa sensação de saciedade”, uma vez que estes detritos podem ficar presos nos seus aparelhos digestivos e, consequentemente, levar a infeções, problemas nos intestinos, perda de peso e morte.


Vídeo: Gaivota ingere saco de plástico

A nova proibição prevê exceções, como os sacos usados para colocar produtos a granel, medicamentos ou para a roupa nas lavandarias. Em 2019, as empresas que não estiverem em conformidade com a lei poderão ariscar-se a pagar multas que vão dos 65€ aos 6500€.

A cidade começou, em janeiro, a desenvolver programas de sensibilização para os resíduos plásticos, estando também a planear um concurso que procurará encontrar a “ideia mais criativa e irresistível” para inspirar as pessoas a fazer a transição para os sacos de compras reutilizáveis. O vencedor ganhará cerca de 1300€.

Várias outras cidades canadianas já proibiram os sacos descartáveis de plástico, entre as quais Montreal, Thompson, Deux-Montagnes e Brossard. Recentemente, o Quénia, o Chile e Goa também proibiram os sacos de plástico.

Subscrever a Newsletter

0 comentários. Diz-nos o que pensas

Obrigado pelo comentário! Respeite os outros leitores. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão eliminados.